Olhos vermelhos e ardendo: 4 doenças que você pode ter

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

olhos vermelhos e ardendo

No cotidiano, há algumas situações da saúde ocular que podem gerar grandes incômodos. Ter os olhos vermelhos e ardendo é uma dessas condições, já que é um quadro que afeta o bem-estar e a qualidade de vida.

O que nem todo mundo sabe é que esses sintomas estão diretamente relacionados a algumas doenças, as quais precisam de atenção. Mais do que um pequeno incômodo, esse quadro pode dar indícios sobre condições variadas.

Quer proteger melhor a sua saúde ocular? Descubra quais são as 4 condições que trazem aqueles sintomas.

1. A conjuntivite é uma das principais causas de olhos vermelhos e ardendo

A conjuntiva é uma membrana que fica na pálpebra e que reveste a parte posterior do olho. Transparente, ela ajuda na entrada de luz e garante que o globo ocular funcione corretamente.

Porém, ela pode sofrer com uma infecção bacteriana, viral ou alérgica. Nesse caso, há uma inflamação na região, levando ao quadro de olhos vermelhos e ardendo. Pode, ainda, haver a eliminação de secreção.

Diante disso, é fundamental recorrer a um médico para que ele possa dar as indicações corretas de tratamento, como cuidados e medicamentos.

2. A síndrome do olho seco é outra responsável por esses sintomas

Para se movimentar corretamente, o globo ocular necessita da lágrima, que serve como um lubrificante. Ela é produzida naturalmente pelo organismo e se beneficia do número de piscadas.

Porém, é cada vez mais comum que as pessoas passem muito tempo em frente às telas, prejudicando o hábito de piscar. A poluição também ajuda no ressecamento ocular e questões genéticas interferem na produção das lágrimas.

Tudo isso leva a um quadro conhecido como síndrome do olho seco. Com a falta de lubrificação adequada, seja por hábitos ou por causas hereditárias, é comum que ocorra a sensação de vermelhidão, ardência e coceira.

olhos vermelhos e ardendo

Em geral, o uso de lágrimas artificiais recomendadas pelo médico ajuda a diminuir os sintomas do problema.

3. O aparecimento de terçol é mais uma possibilidade sobre esse quadro

O hordéolo é mais conhecido como terçol. Trata-se de um inchaço que aparece na pálpebra superior ou inferior, de grande sensibilidade ao toque. Ele acontece graças ao entupimento das glândulas que produzem secreção de gordura para a região.

Em geral, não ocorre devido a causas externas, podendo surgir em pessoas de qualquer idade. Não se trata, exatamente, de uma doença, mas é um quadro que leva aos sintomas de olhos vermelhos, irritados e com muita coceira.

O comum é que os oftalmologistas recomendem não mexer no lugar, fazer compressas quentes e usar lubrificantes para diminuir a irritação ocular.

4. Os defeitos de refração também podem ser os grandes culpados

Os defeitos de refração são as doenças causadas pela entrada e conversão incorreta de luz nos olhos. Eles, normalmente, têm causas genéticas, tendo a ver com o formato das estruturas oculares.

Os mais comuns são a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo, que levam a dificuldades para ver de perto e/ou de longe.

Como é necessário fazer um esforço maior para enxergar, é comum sentir um peso, que pode levar a olhos vermelhos e ardendo, especialmente graças à coceira.

A melhor forma de lidar com isso é buscando o apoio de um especialista, que fará a identificação e recomendará o uso de lentes corretivas, caso necessário.

Estando com olhos vermelhos e ardendo, é fundamental recorrer a um oftalmologista. Somente ele poderá fazer um diagnóstico preciso, indicando o melhor tratamento para cada caso.

Você sofre ou já sofreu com os sintomas descritos acima? Compartilhe as experiências que você teve nos comentários aqui do blog.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×