Pacientes diabéticos: veja como tratar a retinopatia diabética

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

retinopatia diabética

A retinopatia diabética é um problema causado na retina, a membrana que recebe a formação de imagem na estrutura ocular. Por causa do diabetes, os nervos sofrem uma anormalidade em seu funcionamento. Com isso, pode haver vazamento de soro, sangue, gordura e/ou proteína na retina, o que torna a vista borrada.

A doença é progressiva e não tem cura. Sem os cuidados certos, pode levar à perda total e irreversível de visão. Por isso, buscar os tratamentos corretos com rapidez é a melhor forma de proteger a visão.

Para saber mais, continue lendo e conheça alguns dos principais tratamentos para a retinopatia diabética.

As mudanças na dieta fazem parte do tratamento

A melhor forma de tratar o quadro ainda é realizar a prevenção. Como, muitas vezes, os efeitos na visão são irreversíveis, é preciso evitar que eles apareçam ou se desenvolvam.

Para o controle de diabetes, uma das principais questões é a mudança na dieta e nos hábitos de vida, em geral. É importante que o paciente tenha uma alimentação balanceada e controlada, do ponto de vista do índice glicêmico. Doces, gorduras e sódio devem ser evitados e é relevante priorizar alimentos saudáveis.

A prática de exercícios físicos, quando associada à dieta, ajuda a prevenir problemas como hipertensão e picos de glicemia. Eventualmente, isso controla o surgimento ou progressão da condição ocular e aumenta a saúde da visão.

O uso de medicamentos de controle diabético também é importante

Já que a administração do diabetes é um fator indispensável, o uso de medicamentos específicos pode ser recomendado. A aplicação de insulina, por exemplo, é uma forma de melhorar o controle dos níveis de açúcar no sangue. Com isso, os efeitos no organismo são reduzidos.

retinopatia diabética

Contudo, é importante notar que, para evitar que a retinopatia diabética se desenvolva, somente fazer uso desses medicamentos não é o suficiente. É necessário que eles estejam associados a uma mudança no comportamento, de modo a melhorar os resultados.

O tratamento com laser elimina vasos anormais afetados pela retinopatia diabética

Uma vez que a retinopatia seja diagnosticada, é indispensável recorrer a tratamentos com rapidez. A progressão pode ser bastante rápida e a ação eficiente ajuda a prevenir maiores prejuízos no futuro.

Uma das opções é o tratamento com laser. Ele só deve ser realizado quando ainda é possível enxergar a retina e atua para eliminar os vasos sanguíneos anormais. Associado ao controle do diabetes, a progressão da doença pode ser retardada.

As injeções com medicamentos especiais e de liberação lenta evitam inflamações

O tratamento mais moderno para a retinopatia diabética inclui o uso de medicamentos que liberam, progressivamente, substâncias similares aos corticoides. A atuação é gradual e os elementos ajudam a evitar a formação de edemas e/ou destroem os vasos anormais.

A atuação dos fármacos contribui para diminuir a inflamação e diminui as chances de haver hemorragias. Embora não reverta os efeitos já causados na visão, é o mais eficiente para evitar que a condição piore.

A retinopatia diabética é um problema sério e que exige mudanças nos hábitos de vida para controlar o diabetes. Também é viável recorrer a tratamentos específicos. Para ter total segurança, é indispensável consultar um oftalmologista com frequência, já que ele é o único que poderá indicar a melhor possibilidade.

Nos comentários, aproveite para dizer se você tem alguma dúvida sobre o tema. Participe!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×