Descolamento da retina: saiba como tratar esse problema ocular

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

descolamento da retina

A retina é uma fina camada de tecido com terminações nervosas sensíveis à luz. Ela fica no local que chamamos popularmente de fundo do olho, onde a luz se projeta depois de entrar nos olhos. Por isso, podemos afirmar que essa é uma parte fundamental para o funcionamento perfeito da visão. Nesse sentido, quando algo está errado com a retina, é fundamental procurar ajuda médica o mais rápido possível para que o problema possa ser revertido a tempo, ou seja, antes que ocorram danos permanentes.

Um desses problemas é o descolamento da retina. Se você foi diagnosticado com essa condição ou suspeita que seja o seu caso, fique atento ao texto que preparamos. Veja agora como tratar esse problema ocular.

O que é o descolamento da retina?

A retina não está isolada do restante do olho, muito pelo contrário. Ela é irrigada por uma série de pequenos vasos sanguíneos que a alimentam com nutrientes e oxigênio. O descolamento da retina acontece quando ela é separada desses vasos e fica privada de todos os benefícios que eles oferecem. É importante notar que quanto mais tempo o olho permanecer sem tratamento, maiores são as chances de perda irreversível da visão. Por esse motivo, esse quadro é considerado uma emergência médica.

Quais são os sintomas do descolamento da retina?

O principal sintoma do descolamento da retina é o surgimento de moscas volantes na visão. Elas parecem pequenos mosquitinhos que ficam atrapalhando o paciente a enxergar nitidamente. Também podem acontecer flashes de luz ou sombras repentinas no campo de visão.

Além disso, o paciente pode experimentar dores nos olhos, pupilas dilatadas, sensibilidade à luz e até vermelhidão. Por fim, a dificuldade para enxergar é muito comum, seja em ambientes com pouca luz, perda de visão periférica ou a perda parcial da visão. Também podem acontecer quadros de miopia ou agravamento da dificuldade de focar objetos.

descolamento da retina

Por ser uma emergência médica, ao menor sinal de qualquer um desses sintomas, é preciso procurar um serviço de atendimento de urgência oftalmológica. Esse é um daqueles casos em que não dá para esperar a disponibilidade de agenda do médico.

Como tratar essa condição?

O tratamento do descolamento da retina deve ser imediato ao diagnóstico. E aqui a indicação médica dependerá da extensão do problema. Casos mais graves exigem medidas mais drásticas. De maneira geral, a restabelecimento da visão perfeita dependerá de procedimentos cirúrgicos como:

  • Introflexão escleral, quando há o posicionamento de aparatos oftalmológicos para que a retina volte ao lugar;
  • Vitrectomia, quando acontece a remoção da substância vítrea de dentro dos olhos;
  • Cirurgia ocular a laser, para conter o sangramento e remover partes do tecido;
  • Reimplantação, quando há a intervenção cirúrgica para colocar a retina no lugar;

O descolamento da retina é uma condição grave, que deve ser diagnosticada e tratada assim que surgirem os sintomas. Se não forem tomados os devidos cuidados, as chances são que o caso se agrave ao ponto do paciente perder a totalidade da visão. Por isso, ao menor sinal de que algo está errado, procure um médico oftalmologista imediatamente.

Você já sentiu algum desses sintomas? Conte nos comentários o que aconteceu no seu caso.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×