Quando devo levar meu filho ao oftalmopediatra?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

oftalmopediatra

Os olhos são órgãos extremamente sensíveis e igualmente importantes para a qualidade de vida de qualquer pessoa. Por isso, cuidar deles é fundamental, desde os primeiros dias de vida. Entre os cinco sentidos — visão, olfato, audição, paladar e tato — a visão é o que menos se desenvolve durante a gestação. Na realidade, os olhos continuam se desenvolvendo até a chegada da vida adulta.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo completo para que os pais saibam exatamente quando levar os seus filhos para uma consulta com um oftalmopediatra. Leia este texto até o final e entenda!

O exame dos olhos em recém nascidos

Isso significa que os recém nascidos não enxergam bem justamente porque os olhos ainda não estão completamente formados. Por volta do terceiro mês de gestação, as pálpebras, íris e a retina começam a se formar. Depois, aos sete meses, o feto abre e fecha os olhos, é sensível à luz e reage a esses estímulos.

Quando nascem, os bebês enxergam borrões e muitas vezes se guiam pelo som da voz dos pais. E é nesse momento que o primeiro exame será feito. O pediatra que acompanhar o parto checará se tudo está dentro do esperado e, caso necessário, recomendará aos pais que procurem um médico oftalmopediatra.

Oftalmopediatra para crianças em fase de alfabetização

Com tudo correndo dentro do previsto, os pais devem se manter atentos ao comportamento das crianças durante a fase de alfabetização. Isso porque elas não têm referências sobre o que é enxergar bem. Portanto, é função dos pais observar se elas assistem televisão muito perto, se trazem os livros para próximo dos olhos para enxergar os desenhos.

oftalmopediatra

O ideal é que a criança seja avaliada pelo oftalmopediatra assim que entre em fase de alfabetização. Será um exame de rotina que fará grande diferença para a qualidade de vida da criança e desenvolvimento escolar. Caso seja necessário, o médico recomendará o uso de óculos e o seu filho poderá aprender tudo o que tem direito normalmente.

Consultas oftalmológicas para adolescentes

Passada a fase de alfabetização, um dos grandes desafios dos pais também passará: a comunicação. É a partir daí que as crianças e adolescentes poderão descrever os desconfortos e dificuldades pelas quais passam. Apesar disso, os pais ainda devem observar por comportamentos diferentes que possam indicar dificuldade para enxergar. Nesse momento da vida, os estudos ficam cada vez mais pesados e exigem bastante das crianças e adolescentes. Por isso, a má visão não deve ser um empecilho nesse momento tão importante.

Em situações que saiam do normal

Todas as recomendações que fizemos até aqui são aplicadas em situações normais, estudos e o desenvolvimento dentro do esperado. Entretanto, como sabemos, os olhos são extremamente sensíveis e precisam de toda atenção possível. Por isso, em caso de traumas provocados por quaisquer tipos de situações domésticas ou na escola, é preciso examiná-los e ter certeza de que estão bem. A mesma recomendação vale para comportamentos estranhos, manchas nos olhos, sintomas que surgem de repente etc.

O oftalmopediatra é o médico responsável pela saúde dos olhos de crianças e adolescentes. Ele deve ser consultado na primeira infância, na fase de alfabetização, quando o vestibular estiver se aproximando e sempre que os pais notarem algo fora do comum. Por isso, observe o comportamento dos seus filhos e confie nos seus instintos. Nessa fase da vida, não há ninguém que conheça os seus filhos como você.

Você costuma levar seu filho ao oftalmopediatra? Conte nos comentários qual é a frequência das consultas.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×