Doenças que atingem a córnea: saiba onde e como tratar

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

doenças que atingem a córnea

A córnea é uma das estruturas mais importantes dos olhos. Trata-se de uma membrana transparente e resistente, que atua como a primeira camada pela qual a luz entra. Em uma analogia, é como a derme, em relação aos outros estratos de pele.

Quando ela não funciona do jeito certo, a visão é intensamente prejudicada. Algumas condições afetam a estrutura e devem ser conhecidas e tratadas corretamente para garantir a qualidade de vida.

Em nosso post, veja quais são as doenças que atingem a córnea e entenda tudo sobre os tratamentos!

Quais são as principais condições que afetam a estrutura?

O ceratocone é uma das principais doenças que atingem a córnea. Ela acontece quando o elemento assume um formato progressivamente cônico. Eventualmente, gera um astigmatismo irregular e pode levar, até mesmo, ao comprometimento total da visão. Os motivos específicos não são completamente conhecidos, mas fatores hereditários desempenham um grande papel.

As infecções também estão entre as possibilidades. Elas surgem, principalmente, por causa de corpos extracorneanos, como agentes externos. A consequente formação de cicatrizes atrapalha a visão.

Outras inflamações, conhecidas como ceratites, e herpes geram problemas variados nessa estrutura. Os fatores de ocorrência são diversos, mas a contaminação externa tende a ser a mais comum.

Como tratar doenças que atingem a córnea?

Assim como cada condição possui sintomas e motivos específicos, os tratamentos também variam. Infecções podem exigir medicamentos diferenciados, como corticoides e antibióticos. Já infecções que causam perfuração, normalmente, levam à necessidade de transplante de córnea.

doenças que atingem a córnea

O ceratocone, por sua vez, tem tratamentos que variam com o grau da doença. Desde o uso de lentes de contato ao anel de Ferrara e ao transplante, há diversas alternativas para essa condição.

Em algumas situações, não há cura, mas, sim, manejo dos efeitos. De qualquer forma, o tratamento é indispensável porque ajuda a manter a qualidade de visão que ainda existe e previne sequelas aprofundadas do quadro.

Onde os tratamentos devem ser feitos?

Somente um oftalmologista pode identificar problemas oculares e prescrever os tratamentos adequados. Para ter melhores resultados, o ideal é procurar especialistas nas doenças que atingem a córnea.

Além de tudo, o ambiente no qual os tratamentos são realizados faz toda a diferença. Para procedimentos cirúrgicos é fundamental que o espaço tenha toda a estrutura para que o processo ocorra conforme o esperado. Além de ter equipamentos modernos, o ambiente deve contar com todo o aparato para o caso de emergências.

Mesmo tratamentos ambulatoriais exigem uma atenção redobrada. Quanto mais bem preparado for o espaço, maiores são as chances de tratamento.

O melhor lugar que reúne todas essas características é uma clínica de olhos. Mais que apenas um consultório, o estabelecimento tem tudo de que é preciso para cuidar da saúde ocular e da atuação da córnea. Como consequência, as ações ganham efetividade.

Ao conhecer as doenças que atingem a córnea e suas formas de tratamento, é mais fácil impedir que elas comprometam o funcionamento da estrutura. Portanto, recorra a um especialista e a um hospital de olhos para obter os melhores efeitos.

Tem alguma dúvida sobre essas questões? Diga nos comentários, não deixe de participar!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×